PRAÇAS E RUAS


Passear pelas praças, ruas e becos do Serro é uma oportunidade única para se reviver as lendas, histórias e personagens da cidade. Os visitantes encontram nomes como Rua Direita, de Cima, da Cadeia, das Flores e do Corte; Becos da Purificação e da Via Sacra; Largos da Cavalhada e do Pelourinho; Bairros do Gambá, Bota-Vira, Leiteiro, Lava-Pés, Vasa-Canudos, Vigário e Paneleiro. As placas costumam conter os novos e os antigos nomes das ruas. Este pode ser também um circuito de civismo e cidadania. Muitas ruas guardam as reminiscências de importantes momentos do conturbado e rico passado de Minas.

Praça João Pinheiro - centro da cidade; comércio; feira de artesanato (manhã de segunda-feira); prefeitura; linda paisagem colonial e jardins bem cuidados; bustos em bronze dos serranos João Pinheiro, Teófilo Otoni, General Carneiro e Efigênio de Sales.

Praça Teófilo Otoni (ex-Floriano Peixoto) - bairro do Gambá; casario antigo; chafariz em pedra; prédio da antiga cadeia, hoje fórum.

Praça Dom Epaminondas - área central; Centro de Atendimento ao Turista; local da antiga igreja da Purificação, demolida em 1926; comércio; largo cercado por casario antigo, becos e bela vista dos morros da cidade.

Praça Dr. Andrade - área central, descendo para o bairro da Praia; antiga ladeira da Purificação; bares e comércio de gêneros alimentícios; casa do “Sentinela do Serro”; antiga casa onde residiram o Dr. Andrade e o Dr. Tolentino, além de busto em bronze dos dois médicos que marcaram a vida da cidade.

Largo da Matriz - centro religioso e administrativo dos séculos XVIII e XIX; belo conjunto arquitetônico colonial, com calçamento pé-de-moleque, becos, muralhas de pedra e vista para o núcleo primitivo da cidade; casas históricas; busto em bronze de Juscelino Kubitschek. Atual Pça. Getúlio Vargas; antigo Largo do Pelourinho.

Praça do Cruzeiro - bairro histórico do Gambá; cruzeiro esculpido em madeira; casario colonial típico, com apenas um pavimento; calçamento pé-de-moleque; antigo ponto de saída das tropas para o norte de Minas.

Praça Pedro Lessa - bairro do Gambá; proximidades do mirante da Caixa d’Água; bela imagem de N. S. da Conceição, padroeira da cidade; antigo ponto de partida das tropas para o norte de Minas.

Largo da Santa Rita - Prédio da PUC-Serro, antigo Colégio N. Sra. da Conceição, instituição educacional que formou a juventude da cidade durante um século; tradicional e histórica “Rua do Corte”; antigo ponto de passagem do gado; mirante da cidade e arquitetura religiosa.

Largo do Rosário - casa do congadeiro, arquitetura religiosa e cemitério da antiga Irmandade do Rosário; velho ponto de partida do gado e das tropas para a capital de Minas.

Praça Ângelo Miranda (antiga Praça do Mercado) - centro, descendo para o bairro do Bota-Vira; cooperativa de produtores rurais, comércio de queijo e rodoviária; casario colonial; antigo local do mercado municipal dos tropeiros.

Vila Adelardo Miranda - bairro do Bota-Vira; antiga área de garimpo, às margens do Córrego Quatro Vinténs; subida para o Mirante do Bota-Vira e Morro da Pácoa (também chamado de Morro do Pau-Comeu); vista dos fundos do casario colonial.

Rua da Fundição do Ouro - núcleo primitivo da cidade, onde funcionaram a Casa de Fundição, o Senado da Câmara (até 1751) e a moradia dos Ouvidores; construções históricas e arquitetura religiosa; hospital; monumento do Coração de Jesus e efígie do Monsenhor João Moreira; busto do Dr. Eros.

Alto do Cemitério - mirante; arquitetura religiosa e muralhas de pedra; antigo Morro da Forca; Fábrica de Panelas de Pedra (artesanato); marco geográfico.


Foto: Tiago Geisler (detalhe)


.
.