COMEMORAÇÕES DOS 200 E DOS 250 ANOS DO SERRO

Publicamos aqui duas valiosas relíquias ligadas à história do Serro. Estas são as Medalhas Comemorativas dos 200 e dos 250 Anos do Serro, criadas para celebrar estes momentos tão importantes para os serranos.

Em 1914, foi confeccionada a medalha abaixo (frente e verso), para as comemorações dos 200 anos do município, criado em 29/01/1714, com o nome de Vila do Príncipe. (Fotos: Heloísa Andrade)

Clique nas fotos, para ampliá-las.



Em 1964, foi confeccionada esta outra medalha abaixo (frente e verso), para as comemorações dos 250 anos do município. (Fotos: Guia do Serro)




A HISTÓRIA DAS COMEMORAÇÕES

200 Anos

Grandes festas marcaram as comemorações dos 200 anos do Serro (1914), sob a coordenação de uma comissão presidida pelo Dr. Antônio Tolentino e integrada também por Dr. Félix Generoso (Juiz de Direito), Cel. Ângelo de Miranda e os Majores Joaquim Vieira Horta (Presidente da Câmara) e José Generoso. O  Álbum do Bicentenário do Serro, de autoria da Prof. Alcibíades Nunes de Ávila e Silva e editado e ilustrado pela Typografia Serrana, de Nhô Costa (Antônio Lima da Costa), tornou-se um dos mais importantes documentos históricos da cidade. Uma medalha comemorativa foi cunhada e o então Deputado Estadual Nélson de Sena foi um dos oradores oficiais das cerimônias. O Morro do Cri-Cri, depois da inauguração de um cruzeiro comemorativo da data, passou a ser chamado de Morro do Bicentenário. Até um Hino foi composto especialmente para a ocasião.


250 Anos

Nas comemorações dos 250 anos (1964), houve festas durante todo o ano. As solenidades oficiais, no entanto, se registraram, surpreendentemente, nos dias 24 a 28 de junho, tendo seu auge no último dia, um domingo, talvez para coincidir com a Festa do Rosário e/ou com a agenda do Governador do Estado. A Capital de Minas foi simbolicamente transferida para o Serro neste dia, com o então Governador Magalhães Pinto despachando a partir da cidade e anunciando para breve a chegada da energia da CEMIG. Foram inaugurados também o Grupo Escolar Joaquim de Sales e o novo prédio do Grupo Escolar João Pinheiro. O Serro foi condecorado com a Medalha da Inconfidência, recebida pelo Prefeito Dermeval de Magalhães e Castro, com as ruas todas enfeitadas, muito discurso, churrasco, baile, missa campal e a tradicional Festa do Queijo. Várias personalidades foram condecoradas com a "Medalha dos 250 Anos" instituída especialmente para a ocasião.

.
.