História do Serro




- Século XVI - o Serro Frio é "a primeira região de Minas a ser pisada pelos brancos", atraídos pelos relatos de “pedras preciosas” e guiados pelo Pico do Itambé.

- Século XVII - as "esmeraldas" atraem a expedição de Fernão Dias Pais. (mapa acima)

- 1702 - O bandeirante Antônio Soares Ferreira chega às minas de ouro do Ivituruí. É criado o arraial, que deu origem à atual cidade do Serro.

- 1714 - O Arraial ganha autonomia político-administrativa e se transforma na 5.ª vila de Minas Gerais, com o nome de Vila do Príncipe. São descobertos os primeiros diamantes da região.

- 1720 - Instala-se a Comarca do Serro Frio (a maior de Minas, nos séc. XVIII e XIX), com sede na Vila do Príncipe, e estendendo-se ao centro-norte-nordeste da Capitania.

- 1725 - A Coroa determina a criação da Casa de Fundição do Serro, para "quintar" todo o ouro da Comarca.

- 1733 - É criado o Distrito Diamantino do Serro Frio, com sede no arraial do Tijuco (hoje Diamantina).

- 1838 - A Vila do Príncipe se transforma em cidade do Serro. A Comarca chega a 100 mil habitantes.

- 1938 - O Serro se torna a primeira cidade do Brasil tombada pelo IPHAN.

- 2002 – A cidade comemora 300 anos de criação do arraial do Serro Frio. O Queijo do Serro se torna o primeiro “Patrimônio Cultural de Minas”, registrado pelo IEPHA-MG.

- 2008 - O Queijo do Serro se torna “Patrimônio Cultural do Brasil”, registrado pelo IPHAN.

- 2014 - O Serro está comemorando 300 anos da elevação do arraial a vila, com o nome de Vila do Príncipe. O município ainda preserva suas histórias e a paisagem urbana e arquitetônica do século XVIII, além de relíquias barrocas de valor universal.


. Saber mais sobre a história do Serro