CASA DO DR. SIMÃO DA CUNHA PEREIRA

Casa do Dr. Simão da Cunha Pereira, no Serro (Fotos: Guia do Serro; e Jorge Cunha Pereira Fº)
Na bela casa onde hoje se encontra instalada a Policlínica Laura Peixoto Magalhães, logo atrás da igreja matriz, morou o Dr. Simão da Cunha Pereira, médico e político serrano, Deputado Provincial e Presidente da Assembléia de Minas, durante o Segundo Império. Foi residência também do Dr. Luiz Advíncula Reis, jurista e escritor serrano. É uma das mais antigas construções da cidade. Possui dois pavimentos, com janelas rasgadas protegidas por guarda-corpo, na parte superior.
Localização: Rua Dr. Luiz Advíncula Reis, 50.


Antigos moradores

Dr. Simão da Cunha Pereira
Médico e Deputado, o Dr. Simão da Cunha Pereira nasceu na Vila do Príncipe, hoje Serro, em 1822, filho de Simão da Cunha Pereira da Silveira e de Ignez Lidora Rosa de Queirós. Cursou Medicina, no Rio de Janeiro e retornou novamente ao Serro, onde clinicou por toda a vida, sendo fundador da Santa Casa, Juiz de Paz, Delegado, Vereador (1857/60) e Juiz Municipal. Casou-se com D. Júlia Cândida Ferreira Carneiro e teve 5 filhos. A sua família residiu na casa onde hoje se encontra instalada a Policlínica Municipal e, posteriormente, na casa onde funciona atualmente a sede da Prefeitura Municipal.

Político do Partido Conservador, com trajetória construída no norte de Minas, elegeu-se Deputado Provincial em três mandatos (1858-59, 60-61 e 62-63), presidindo a Assembleia Provincial de Minas Gerais no terceiro mandato. Faleceu no exercício do cargo de Presidente, em 13/11/1862, logo após regressar ao Serro desta sua última sessão. Entre os seus projetos aprovados estão a reconstrução da Santa Casa e a conclusão da cadeia, além da ligação do Serro ao Rio de Janeiro, por estrada até São Mateus/ES, e depois por barco, projeto semelhante ao que Teófilo Otoni desenvolvia na região do Mucuri.


Dr. Luiz Advíncula Reis
Jurista e escritor. Foi advogado por vários anos da Assembleia Legislativa de Minas. Colaborou com diversos jornais do estado e foi membro ativo da Academia Municipalista de Letras de Minas Gerais, representando o Serro. Deixou um livro inédito "Escorço histórico do Serro", sobre a história de sua terra natal, cujo resumo foi publicado no jornal Estado de Minas, de 26/06/1964.


- Fotos:
Casa e montagem: Guia do Serro, 2016.
Dr. Simão: Daguerreótypo: Georges Claraz, e J. G. Meyer; Restaurador: Jorge da Cunha Pereira Filho, RJ, 2015.

.
. Ir para a página inicial do Site
.